História

A primeira Universidade do nosso estado é a Universidade Federal do Paraná, logo, as primeiras movimentações e organizações estudantis surgem da UFPR, como o Diretório Acadêmico de Engenharia Civil (DAEP) de 1921, e o Centro acadêmico Hugo Cahs, do curso de Direito (CAHS) em 1931.

Estudantes liderados pela UPE, em manifestação em frente à Biblioteca Pública do Paraná. Foto: Arquivo Público do Paraná.Os estudantes sentiam a necessidade de se organizar para além das demandas da universidade, de estar mais presente nas decisões do nosso estado, e é nesse contexto que a UPE surge, em 1939, com objetivo de representar os estudantes do estado do Paraná.

Com o passar dos anos, outras instituições de ensino foram fundadas no Paraná, e a UPE sempre foi o elo entre os estudantes, que sempre estiveram presentes nas questões politico-sociais do nosso estado.

Polícia reprime estudantes no centro de Curitiba. Foto: Arquivo Público do Paraná.
Os grandes acontecimentos e decisões que marcaram a história do Brasil e do Paraná sempre foram defendidas pelos estudantes e passavam a ser pautas principais das organizações estudantis, como como exemplo, a luta contra a ditadura, a resistência na venda da Copel, o Fora Collor, o ato Caça Fantasmas na ALEP, a reforma politica, as manifestações de junho de 2013, os atos contra o aumento da passagem, a formulação e aprovação do PNE e do Estatuto da Juventude.

Em 1964 quando foi instaurada a Ditadura Militar no Brasil, o movimento estudantil teve seu período de maior protagonismo, a maioria das UEE's (União Estaduais de Estudantes) tiveram grande participação nesse período e muitos estudantes foram mortos ou estão desaparecidos até hoje, os principais focos de resistência na ditadura eram as Universidades.

No período de Redemocratização do Brasil, em 1984 com o fim da Ditadura Militar, a rede do movimento estudantil, sai desse processo bastante fragilizada, perdendo um pouco da sua força e do seu espaço. Com o passar dos anos, viemos nos organizando e nos reinventando.

Enfrentamos hoje grandes batalhas que podem mudar a vida de muitos brasileiros, em especial da juventude, esses debates estão presentes na cotidiano da universidade e dos estudantes, e a tarefa de mudar o Brasil sempre
foi delegada a juventude por natureza, é nosso papel estar presente na luta pela democracia e pelos avanços do nosso Pais!

# Redes Sociais