25 de janeiro de 2016

Primeiro ato contra o aumento da tarifa

Na última sexta-feira(22) aconteceu o primeiro ato contra o aumento da tarifa em Curitiba, os estudantes do movimento #3e80NemTenta partiram da boca maldita e caminharam pelo calçadão da XV pedindo por maior transparência nas planilhas que determinam o valor da passagem e pelo passe livre estudantil.

#3e80NemTenta
Dada a largada nos protestos da capital, a UPE e a UPES juntamente com os demais movimentos sociais que participaram do ato, buscam discutir a base dos problemas que levam a uma tarifa abusiva no transporte público, entre eles as licitações e os contratos que favorecem o oligopólio das empresas de transporte e a caixa preta da tarifa que mantém os usuários às cegas quanto à origem dos preços.

Para que a problemática seja viável, o movimento propõe que por meio do poder popular seja garantida a revogação da licitação e contrato fraudulentos assinados no ano de 2011, denunciar o locaute das empresas de ônibus, denunciar a irresposabilidade do governo do estado e da SEDU/COMEC com relação às linhas da região metropolitana de Curitiba, pressionar a câmara e a prefeitura para a realização de uma audiência pública e promover uma ação judicial civil pública para anular as licitações e contratos.


# Redes Sociais