4 de março de 2015

MOBILIZAÇÃO ESTUDANTIL NA UEM DECIDE PERMANECER EM ESTADO DE ASSEMBLEIA PERMANENTE COM INDICATIVO DE OCUPAÇÃO DA REITORIA

Estudantes estão em Assembleia Permanente na Universidade Estadual de Maringá





Após o ato ocorrido no dia 03 na Universidade Estadual de Maringá, que contou com cerca de 300 estudantes, foi realizada uma assembléia na plenária do Conselho Universitário (COU). Com a presença de centenas de estudantes independentes, do DCE, Coletivo Fome de Tudo e militantes partidários, a Assembleia solicitou a participação do reitor Mauro Baesso. Bombardeado por perguntas e cobranças de promessas o reitor deixou a sala enquanto estudantes davam gritos de ordem a favor da ocupação. Durante toda a tarde a mobilização permaneceu no COU votando as propostas apresentadas.

Assembléia Geral de Estudantes da UEM decide:

- Assembleia permanente, mantendo a mobilização em atividade por toda a noite, com indicativo de ocupação para 04 de Março;
- Deflagração de Greve Estudantil na UEM em apoio à greve de trabalhadores e trabalhadoras em todo o Paraná;
- Mobilização nos campi regionais;
- Ida de representantes à Secretária da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti);
- Assinar a carta de greve estudantil da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
- Mobilização para ato político em frente ao escritório da Cida Borghetti.

# Redes Sociais