25 de fevereiro de 2015

MOVIMENTO ESTUDANTIL PARANAENSE ESCREVE CARTA CONVOCANDO ESTUDANTES DAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS À LUTA

Mais de 50mil tomaram as ruas de Curitiba em defesa da educação pública paranaense

Os estudantes de diversas universidades se reuniram após o ato e elaboraram documento que convida xs estudantes das universidades a se somarem ao movimento de greve e elaborar suas plataformas com as demandas específicas em seus respectivos campus, além de contribuírem na luta contra o sucateamento, contra a falta de assistência estudantil e contra o projeto de autonomia universitária, imposto pelo governador Beto Richa (PSDB). A UNE e A UPE estiveram presentes. Confira a carta na íntegra:




                "Após uma grande passeata dxs servidorxs públicxs do estado do Paraná em conjunto com xs professorxs em greve e estudantes das escolas e universidades estaduais que se encerrou em frente ao Palácio do Iguaçu, nós estudantes de diversas universidades estaduais nos reunimos para debater a atual conjuntura dessas instituições bem como as demandas estudantis. Estiveram presente estudantes das seguintes IES Estaduais: UEPG (Centro e Uvaranas), UEM (Maringá, Cianorte e Umuarama), UNICENTRO (Irati e Guarapuava), UNIOESTE (Cascavel e Rondon), UNESPAR (Campus Curitiba 2) além de secundaristas, estudantes de outras instituições de ensino superior público e entidades do movimento estudantil.

                Durante o debate foram levantadas várias pautas de cada universidade presente, porém entendemos que por ter sido uma reunião espontânea e auto-organizada, não houve pretensão de alcançar representatividade suficiente nesse espaço para    elencar as demandas específicas de cada campus, tendo em vista que houve participação de um pequeno número de estudantes, além da ausência de alguns campi e universidades, como a UEL e a UENP. Por outro lado, houve consenso em algumas pautas gerais como o sucateamento das universidades estaduais, a falta de assistência estudantil e o combate ao projeto de “Autonomia Universitária” apresentada pelo governo Beto Richa (PSDB).

                Nesse sentido convidamos todxs xs estudantes para participarem da nossa luta, organizando em suas universidades e em seus campi assembleias e eventos que debatam suas demandas específicas, e que fortaleçam o debate e a luta pelas pautas gerais elencadas nessa carta. Propomos então uma agenda unificada de atos em todos os campi das universidades estaduais para apresentarmos nossas demandas às reitorias/direções e ao governo."

Curitiba, 25 de fevereiro de 2015.


OBS.: O uso do X nas palavras tem o objetivo de contemplar todas as pessoas, inclusive as que não se identificam no gênero feminino ou masculino.
               

                

# Redes Sociais