6 de dezembro de 2013

I EPEB elege a Primeira Executiva dos Acadêmicos de Biomedicina do Brasil!

I SAB e I EPEB, Elege a Primeira Executiva dos Acadêmicos de Biomedicina do Brasil.
Diretoria da EPAB, da direita para esquerda:
Matheus Barbosa - UEL, Rafael Olegário - UEM, Rhuan Souza Caetano - UEM,
André Eduardo - UFPR, Jhontan Tebaldi - UNINGÁ.
Entre os dias 27 e 29 de novembro foi realizado na Universidade Estadual de Maringá, a I Semana Acadêmica de Biomedicina de Maringá e o I Encontro Paranaense dos Estudantes de Biomedicina. O evento contou com cerca de 180 inscritos de várias universidades do Paraná. Na programação, assuntos relacionados desde a interesses científicos, profissionais e políticos dos biomédicos. Além de explicitar o papel dos acadêmicos de biomedicina nas transformações sociais, com palestras sobre movimento estudantil e as entidades estudantis. Na plenária final do evento foi funda a Executiva Paranaense dos Acadêmicos de Biomedicina (EPAB), a primeira Executiva de Biomedicina do Brasil e eleita a primeira diretoria da mesma. Assim também lançaram o desafio de criarem a Executiva Nacional dos Acadêmicos de biomedicina.
A EPAB entidade também ligada a União Paranaense dos Estudantes (UPE), elegeu seus representantes sendo eles: Rhuan Carlos Souza Caetano da UEM, Presidente; André Eduardo da UFPR, Vice-presidente; Rafael Olegário da UEM,  Diretor de relações institucionais; Jhonatan Tebaldi da UNINGÁ, Diretor Jurídico e Financeiro; Mateus Barbosa da UEL, Diretor de Marketing e Comunicação.
"A executiva vem pra fortalecer ainda mais o movimento estudantil no Estado do Paraná, além de ser mais um instrumento de luta pelo nosso futuro profissional, que ainda o biomédico tem buscado seu espaço a cada dia. As lutas são incessantes, pois uma profissão tão linda como a do biomnédico ainda é tratada com descaso em nosso Estado. Queremos ser a voz dos estudantes de biomedicina de todo o estado e dialogar com outras entidades e sindicatos que representam a nossa futura classe profissional, para que juntos possamos ser mais fortes”, afirmou Rafael Olegário, diretor de relações institucionais da EPAB.
A principal pauta já no inicio da gestão é a inserção do biomédico nos quadros de profissionais na rede pública de saúde do estado. A EPAB pretende dialogar com as entidades que representam os biomédicos no Paraná e o legislativo pra que isso seja imediatamente regulamentado. Estão todos confiantes e certos de que poderão contribuir muito para o Movimento Estudantil e para a Biomedicina.

De Maringá

# Redes Sociais