16 de maio de 2013

CASARÃO DE CARA NOVA: PREFEITURA DE CURITIBA ASSINA DECRETO DE UTILIZAÇÃO DO CASARÃO



A União Paranaense dos Estudantes (UPE) na tarde desta quarta feira (16), deu um passo muito importante para a história de sua sede, em solenidade na Prefeitura Municipal de Curitiba, o Prefeito Gustavo Fruet assinou  o decreto do Casarão da UPE que mudará os rumos das atividades do Palácio dos Estudantes nos próximos anos. A partir de agora a Fundação Cultural de Curitiba também funcionará na sede da entidade, e subsidiará  a sua manutenção e segurança bem como trará atividades culturais no espaço.



Para o Prefeito Gustavo Fruet o espaço deve ser considerado como um espaço legítimo de toda a juventude paranaense, e sem interesse em apoio político dos estudantes Fruet salientou a importância do movimento estudantil para toda a sociedade.

"O Movimento Estudantil é o inicio da vida politica da nossa juventude, e o casarão da UPE é um importante espaço para a interação dos estudantes, queremos garantir que com essa parceria a fundação cultural traga uma nova cara para o espaço. Como um ponto cultural  reconhecemos o Casarão da UPE como referencia para toda Curitiba" disse Fruet na solenidade.


Fruet  assinou o decreto que oficializava a parceira e foi aplaudido ao som de gritos de diversos estudantes presentes na solenidade que declararam "A UPE SOMOS NÓS NOSSA FORÇA E NOSSA VOZ!" 

CASARÃO DA UPE " Uma História de Luta"



No começo, a sede da entidade funcionava como local para a diretoria se reunir e deliberar sobre as questões da gestão. Com o passar do tempo, as diretorias perceberam que poderiam oferecer benefícios para os acadêmicos. Adotaram ainda na década de 40, a lógica de sede para prestação de serviços. Para isso, era preciso parceiros e necessitava de um espaço físico.

 Viabilizaram uma sede com espaço adequado, programaram atendimento dentário, surgiu nesse período o R.U. - Restaurante Universitário da UPE, além outros serviços. Claramente nessa fase, o centro de ação da entidade era assistencial.

Em 1958, o ex-casarão do senhor Benjamin Lins de Albuquerque, torna-se sede própria da UPE. Além do Restaurante a sede transformou-se em palco para manifestações artísticas e culturais do movimento. Com a ditadura, a sede foi tomada pelo governo, e só recuperada em 1983, no então governo José Richa, mas em forma de comodato, que perdura até os dias de hoje.

Com o passar do tempo o prédio foi se deteriorando, precisando urgentemente de uma ampla reforma. Na gestão do Joel Benin 1997-99, foi possível viabilizar através de parcerias, o restauro e toda a reforma do Casarão. Parecia que o mais difícil havia acontecido, quando no término da reforma, houve um racha na UPE, e logo depois aconteceu um congresso golpista no início de 2001, que impossibilitou temporariamente a reutilização da sede.

Ainda assim, com todas essas dificuldades, mais uma vez a União Paranaense dos Estudantes, teve força e determinação diante da adversidade. Reunificou a entidade e retomou o Casarão dos estudantes.

Ano passado (2012) marginais invadiram a sede da entidade a qual foi motivo de diversas polêmicas na mídia paranaense, após o ocorrido as conversas com a prefeitura se intensificaram para que o casarão da UPE não ficasse da forma que estava, prontamente a parceria com a Fundação Cultural de Curitiba surgiu como uma alternativa para trazer as atividades culturais bem como a devida reforma do espaço.

CASARÃO DA UPE DE CARA NOVA



Nas vésperas do Congresso da UPE que acontecerá neste final de semana em Ponta Grossa, o presidente da UPE, Rafael Bogoni se emocionou durante a solenidade.

"É uma honra para nós viabilizamos através desta parceria com a prefeitura esse importante salto na história do casarão, estamos hoje registrando mais um capítulo do Palácio dos Estudantes, nos espelhamos na gestão da UPE de 1968, quando, apesar de todas dificuldades que a ditadura impôs, e antes da tomada do Casarão essa gestão conseguiu garantir o espaço como referência para os estudantes através das atividades culturais e com o financiamento do restaurante universitário, nos espalhamos em sua guarra e buscamos a sua coragem  "  disse Rafael Bogoni.

Cursos
O presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcos Cordiolli, informou que as atividades promovidas no Palácio dos Estudantes serão voltadas à juventude. “Vamos ter um centro de cultura digital. Transferir para lá uma área de produção de música digital e também o núcleo de processamento de vídeo digital, que será a base para um conjunto de promoções”, explicou Cordiolli. 
Segundo o presidente, há um entendimento entre Fundação Cultural e UPE para a realização de um trabalho conjunto, com a produção de diversas atividades para o público universitário. Cordiolli também ressaltou que cada entidade terá total autonomia para desenvolver suas próprias programações.
A solenidade de assinatura do decreto contou com a participação da vice-prefeita e secretária municipal do trabalho, Mirian Gonçalves, de secretários municipais, do deputado Anibelli Neto e de representantes da UPE e da União Nacional dos Estudantes.
A partir de Junho o IPUC irá planejar a reforma que será executada pela  Secretaria Municipal de Obras e Patrimônio (SMOP).

Para maiores informações
ComunicaUPE - 41 9728-8248









# Redes Sociais