14 de janeiro de 2013

BIENAL DA UNE INOVA COM ESPAÇO PARA AS CRIANÇAS



Festival cria a 1ª Bienalzinha da entidade

O ensino da cultura popular para as crianças é bastante importante, ainda mais com a riqueza da diversidade cultural brasileira. Ensinar aos pequenos nossas danças, músicas, folclore, festas e sotaques faz com que se familiarizem e respeitem cada vez mais as diferenças do nosso povo.

Foi pensando nisso que a 8ª edição do maior evento estudantil da América Latina, a Bienal da UNE, inovou com a criação da 1ª Bienalzinha – um espaço dedicado totalmente à criançada.


Durante todo o evento estudantil haverá um parquinho para o desenvolvimento de diversas atividades infantis. Já no dia 26, a partir das 11h, um espetáculo teatral animará a manhã dos pequenos. A banda infantil Cordelândia, que une música, poesia e contação de histórias em formato de cordel comandará a agitação.

Para o coordenador de programação da Bienal, Rafael Buda, esse é um sonho antigo que finalmente será realizado. ‘’ Hoje em dia a gente verifica que muitos jovens já têm filhos e essa é uma forma de aproximar ainda mais esse público. É uma forma de valorizar as mães e mulheres que participam do evento, fazendo com que a Bienal se torne um espaço agradável e envolva adultos, jovens e crianças’’, contou.

Vale lembrar que a Bienal da UNE é o maior encontro cultural estudantil do país, revelando e mapeando a produção artística e científica existente dentro das universidades e escolas de norte a sul. Neste ano, sob o tema “A volta da Asa Branca”, a Bienal dos estudantes reunirá dez mil jovens de todo o Brasil entre os dias 22 e 26 de janeiro de 2013 nas cidades de Recife e Olinda.

” A realização da 1ª Bienalzinha garante um espaço lúdico para o estudante que é mãe/pai  e trará o filho para curtir a 8ª Bienal em Pernambuco. É a UNE apresentando desde cedo para a criançada a cultura popular brasileira, e assegurando o entretenimento para mães, pais e filhos”, contou a diretora de cultura da entidade, Maria das Neves.

CORDELÂNDIA  - UM PROJETO INOVADOR
As cantigas infantis populares brasileiras, composições de artistas regionais, músicas autorais e inesquecíveis canções que marcaram a infância de toda a família, ganham vida em modernos arranjos que buscam sempre valorizar os ritmos pernambucanos como Maracatu, Coco, Caboclinho, Ciranda, Forró e Frevo. Assim, a banda infantil Cordelândia também visa estimular a leitura, ao incluir em seu repertório a literatura de cordel, através da contação de histórias que resgatam o imaginário popular de maneira lúdica e divertida.

A banda conta com a cordelista Susana Morais, diretora da UBE – União Brasileira dos Escritores e uma das fundadoras da UNICORDEL – União dos Cordelistas de Pernambuco, Joannah Mendonça Luna, cantora, e Camila Ribeiro, violonista e guitarrista.

Para a integrante Joannah Mendonça, esse é um momento de grande expectativa. ” Nossa proposta coincide com a da Bienal, no instante em que desejamos espalhar a cultura.  Portanto, a nossa expectativa é a melhor possível. Nesse momento inédito do festival poderemos levar música, literatura e apresentar os ritmos pernambucanos.As crianças terão oportunidade de entrar nesse universo que é tão rico mas muitas vezes não lhes é apresentado”, contou.

SERVIÇO
O que? 1ª Bienalzinha da UNE
Quando? Sábado, 26 de janeiro, das 11h às 12h
Tema? Cordelândia
Onde? Local: Espaço Forrobodó – Praça do Carmo de Olinda

Renata Bars

# Redes Sociais