10 de agosto de 2012

UNE COMEMORA 75 ANOS AMANHÃ!


Luta pela qualidade da educação e plataforma política dos estudantes para as eleições posicionam a entidade

Às vésperas de completar 75 anos, a União Nacional dos Estudantes (UNE) protagoniza uma das mais importantes batalhas pela educação brasileira, a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE) com a destinação de 10% do PIB para o setor. Os estudantes obtiveram uma importante vitória quando o texto passou positivamente pela Câmara, no dia 26 de junho.

No último dia 26/07, os dezessete membros da diretoria executiva da UNE se reuniram na sede da entidade, em São Paulo, para uma reunião estratégica. Importantes documentos que oficializam a postura da UNE nesse sentido foram aprovados.
RESOLUÇÕES PARA UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE
Um dos principais pontos foi a aprovação de um documento para cobrar uma posição e resposta do ministro da Educação, Aloízio Mercadante, em relação à carta de reivindicações entregue pelos estudantes no último dia 26 de junho.
No documento, a UNE exige negociação e mais compromisso do governo com os rumos da educação no país. Entre os itens destacados estão:
· 10% do PIB e 50% dos royalties e do Fundo Socialdo Pré-sal para educação pública!
· Triplicação do orçamento do PNAES em 2013,construção de moradias e restaurantes universitários.
· Investimento imediato de recursos para a conclusão das obras inacabadas do REUNI;
· Concurso público para oito mil novos professores e servidores técnico-administrativos nas universidades federais e convocação imediatada de 1.400 professores e servidores já concursados;
· Reajuste imediato das bolsas-permanência e demérito acadêmico;
· Gestão democrática nas universidades federais:paridade nas eleições para reitoria e demais órgãos de deliberação;
· Aprovação de um PNE à altura dos desafios do Brasil;
 Leia o documento na íntegra aqui
Outras duas moções também foram aprovadas, uma pela derrubada do veto da presidenta Dilma Rousseff ao projeto de PROIES e a outra de apoio às cotas da UFRGS.
O PROIES é um projeto que propõe a troca de R$15 bilhões de dívidas das universidades particulares em 560 mil bolsas de estudo a serem oferecidas nos próximos quinze anos. Diante disso, o deputado federal Vicente Cândido apresentou uma emenda que diferencia o tratamento dado às universidades de capital estrangeiro, excluindo-as do programa. No entanto, a Presidente Dilma vetou o artigo que traz esta diferenciação. A União Nacional dos Estudantes se posiciona contrariamente a este veto e exige sua imediata derrubada.
Em relação à UFRGS, a UNE apoia a luta da comunidade acadêmica da universidade pela aprovação de seu projeto de ações afirmativas.
Leia a moção pela derrubada do veto da presidenta Dilma Rousseff ao projeto de PROIES aqui
Leia a moção de apoio às cotas da UFRGS aqui
PLATAFORMA DA UNE E DA UPE PARA AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS
No próximo dia 7 de outubro, os mais de cinco mil municípios brasileiros elegerão os seus novos representantes prefeitos, prefeitas, vereadores e vereadoras. A União Nacional dos Estudantes entende que é através do debate qualificado e democrático que se dá a oportunidade de elevar o nível de consciência política da sociedade.
Por isso, entendendo a importância desse momento para construção de um país mais democrático, a entidade aprovou na reunião sua plataforma política com temas e propostas que considera fundamentais nessas eleições. As propostas estão separadas entre os temas educação; mobilidade urbana;esporte e saúde; cultura e comunicação; meio ambiente; democratização da gestãoe participação popular; segurança pública.
No documento, a entidade também lamenta a realização de eleições sem que o congresso tenha aprovado uma reforma política que democratize o processo eleitoral, garantindo mais transparência, financiamento público das campanhas e maior identidade programática das candidaturas apresentadas.
Leia o documento aqui
Da Redação


# Redes Sociais