6 de fevereiro de 2012

NOTA OFICIAL DA UNIÃO PARANAENSE DOS ESTUDANTES REPÚDIO À AÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL DE CURITIBA


D  O  C  U  M  E  N  T  O         O  F  I  C   I   A   L


A União Paranaense dos Estudantes, entidade representativa de cerca de 380 mil universitários do Estado do Paraná, repudia a atitude da GUARDA MUNICIPAL DE CURITIBA, pela invasão da nossa sede histórica, localizada na Rua Carlos Cavalcanti, 1157 – Centro Histórico de Curitiba, nesta tarde.
Com o intuito de debater com vários dirigentes dos Diretórios Centrais de Estudantes das Universidades de Curitiba, e diversos Centros Acadêmicos, a Diretoria Executiva da UPE preparou no início da tarde de hoje uma grande reunião para definir as atividades auto - gestionadas que funcionarão durante esses dois semestres de 2012 no Casarão, quando fomos surpreendidos por vários agentes da GUARDA MUNICIPAL, alegando que o espaço não era nosso!
Sem saber do diálogo avançado, referente ao comodato, que a Diretoria da UPE mantinha com a Prefeitura Municipal de Curitiba, desde 22 de dezembro de 2011, para que esse ponto seja uma espaço de interação universitária, sede administrativa da entidade, e um espaço de muita circulação dos estudantes, como referência cultural e artística, logo que voltamos das férias e estávamos à planejar alguns encaminhamentos, nos deparamos com essa situação inadmissível.
Nós estudantes não admitimos que os mesmos agentes truculentos, que de forma aterrorizante expulsaram e coagiram a população Curitibana ontem (05/02/12) no Pré Carnaval no Largo da Ordem, com balas de borracha, bombas e muita violência, mantenham a mesma postura querendo expulsar diversos estudantes de sua própria sede, mesmo sem agressão física tentaram no grito retirar os estudantes de lá
Essa guarda que sem saber dialogar e entender o porquê da reunião, invadiu nossa sede  e sem respostas positivas tiveram que ceder ao grande número de estudantes que ali estavam e clamavam com fervor “A UPE SOMOS NÓS NOSSA FORÇA E NOSSA VOZ!”
Não somos ladrões e nem mesmo marginais para invadir uma propriedade que não seria nossa por direito, repudiamos tal ação e a prova de que não necessitava uma ação truculenta de tentar expulsar os estudantes de lá, foi os diversos apoios de entidades do movimento social paranaense, ex- presidentes que assim que souberam do ocorrido deixaram seus afazeres à defender um patrimônio histórico dos estudantes paranaenses, um SENADOR, um DEPUTADO ESTADUAL e uma comissão de VEREADORES que dialogaram diretamente com a UPE para reaver o ocorrido, no mesmo momento em que noticiado o que estava acontecendo
Não aceitamos isso como um mal entendido! Não deixaremos o Casarão que historicamente sempre funcionou como um espaço da juventude paranaense.
Iremos manter nossas raízes culturais, históricas, de luta e com base em todo o movimento estudantil do Paraná, fixados no Casarão da UPE!

HISTÓRICO DO CASARÃO DA UPE

No começo, a sede da entidade funcionava como local para a diretoria se reunir e deliberar sobre as questões da gestão. Com o passar do tempo, as diretorias perceberam que poderiam oferecer benefícios para os acadêmicos. Adotaram ainda na década de 40, a lógica de sede para prestação de serviços. Para isso, era preciso parceiros e necessitava de um espaço físico.
 Viabilizaram uma sede com espaço adequado, programaram atendimento dentário, surgiu nesse período o R.U. - Restaurante Universitário da UPE, além outros serviços. Claramente nessa fase, o centro de ação da entidade era assistencial.
Em 1958, o ex-casarão do senhor Benjamin Lins de Albuquerque, torna-se sede própria da UPE. Além do Restaurante a sede transformou-se em palco para manifestações artísticas e culturais do movimento. Com a ditadura, a sede foi tomada pelo governo, e só recuperada em 1983, no então governo José Richa, mas em forma de comodato, que perdura até os dias de hoje.
Com o passar do tempo o prédio foi se deteriorando, precisando urgentemente de uma ampla reforma. Na gestão do Joel Benin 1997-99, foi possível viabilizar através de parcerias, o restauro do Casarão.

VIVA O PALÁCIO DOS ESTUDANTES DO PARANÁ
VIVA O MOVIMENTO ESTUDANTIL NO PARANÁ
Curitiba, 6 de Fevereiro de 2012
UNIÃO PARANAENSE DOS ESTUDANTES


# Redes Sociais