2 de fevereiro de 2012

ESTUDANTES DA UEM, INICIAM O ANO DEBATENDO A IMPORTÂNCIA DA PERMANÊNCIA DE BOLSAS

O movimento da União Paranaense dos Estudantes e da União Nacional dos Estudante, dentro na Universidade Estadual de Maringá (UEM nos UNE), e também do Diretório Central dos Estudantes da instituição já realizaram assembléias com os cursos, e grandes debates em torno da reitoria e conselhos, para tentar esclarecer e descobrir os melhores caminhos para os estudantes da instituição, após corte violento nas universidades estaduais do Paraná, no início deste governo.


Por ComunicaUPE


O corte, feito pelo governador Beto Richa, nos recursos de custeio das universidades estaduais, continua preocupando diversos estudantes, funcionários e toda a comunidade universitária na UEM. Hoje às 17h30 estudantes da instituição estarão novamente estarão reunidos, para deliberar sobre possíveis ações .

A intensão do movimento estudantil em Maringá, é procurar as reais alternativas para pautar- se enquanto entidades organizadas, dos estudantes e alcançar a real solução do problema que prejudica cerca de 400 universitários que dependem das bolsas-trabalho.


O Centro Acadêmico de Filosofia da UEM, lançou hoje uma nota, esclarecendo essa necessidade da manuntenção de uma política de assistência estudantil eficaz e que se enquadre no cenário atual, já que 38% das verbas das instituições públicas foram cortadas no início do Governo Beto Richa. O posicionamento com o apoio do movimento UEM nos UNE, traz um sentido interessante ao debate de hoje atarde.

  • Veja na íntegra o documento feito pelos estudantes CLICANDO AQUI
Para o Presidente da União Paranaense dos Estudantes, Rafael Bogoni, a articulação dos Centros Acadêmicos e de todos os estudantes da instituição, é fundamental para fortalecer o movimento estudantil na universidade, e mostrar a cara da juventude paranaense pautando - se em todos os pontos de governo, de universidade, de gestão e claro especificamente de opinião quando se diz respeito à melhoria da educação.

"Sabendo das grandes discussões iniciadas em todas as universidades do estado, a UPE inicia 2012, com uma grande rodada de mobilização por todos os DCE's do Estado, para que se trave tal debate entre os estudantes, a necessidade de milhares de graduandos  do estado tem que ser analisada e debatida por todos, assim como a sua cobrança política para que se discuta, os rumos das políticas de assistência estudantil no Paraná manteremos o movimento estudantil forte e unificado para debater essas questões" disse Rafael Bogoni, presidente da UPE


Segundo o grupo de estudantes ligados ao DCE e o próprio site  a universidade após se encontrar com o Vice governador do estado foi convocado a participar de outra reunião com o Governador Beto Richa e o secretário Alípio Leal (SETI), na qual ele (Flavio Arns) ficou incumbido de buscar junto as secretarias do estado (Planejamento, Fazenda e Ciência e Tecnologia) alguma solução para este corte orçamentário. 

Amanhã será realizada uma reunião as 16h00 entre as secretarias mencionadas e o Vice governador.

Já o governo e a universidade ainda não se pronunciaram oficialmente, sobre o assunto.

# Redes Sociais