31 de janeiro de 2012

Confira a Entrevista do mais novo Presidente da UPES, Felipe Barretos


O evento aconteceu na sede histórica da entidade, em um grande ato político, com a presença de diversas autoridades, a nova diretoria da UPES (União Paranaense dos Estudantes Secundaristas) assumiu a gestão até 2013.


 
Por ComunicaUPE
Marechal Mallet, 250 no Juvevê, em Curitiba PR, foi o endereço escolhido pela UPES para realizar a cerimônia de Posse da nova Gestão, na tarde do dia 25 de janeiro de 2012. presidida pelo estudante do Curso Pré-Vestibular Dinâmico, Felipe Barreto eleito no 50º Congresso da UPES realizado nos dias 4 á 6 de novembro de 2011 em Arapongas PR
Iniciado ás 18 horas, o evento contou com a presença das seguintes autoridades: Zenir Teixeira Coordenador Geral da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Marle Fernandes Carvalho, Presidente da APP Sindicato PR, Norton ... Chefe do Gabinete da Reitoria da Universidade Federal do Paraná, José Carlos representante do Sindicato dos Médicos do Paraná, Diogo Costa, representate da Comissão Municipal de Cidadania de Curitiba, Ronie Lobato Diretor de Comunicação da UPE, André Feijes, Presidente do DCE da Unicuritiba, Poliana Nadim, Vice Presidente da UBES no Paraná, Paula Kikes Aal presidente do Grêmio Estudantil do Colégio Estadual do Paraná.


SEDE HISTÓRICA


No fim da cerimônia, todos os diretores da UPES já empossados, realizaram um ato simbólico, como a entidade luta pela garantia de sua sede histórica, que já foi derrubada várias vezes, todos os presentes na posse presenciaram a plantação de uma muda de ARAUCÁRIA, uma árvore simbólica do Paraná que por Lei não pode ser derrubada.
A UPES realiza desde 8 de janeiro de 2012 um intenso acampamento que defende e resiste à especulação imobiliária que quer tomar o terreno dos estudantes. O ato de resistência, é conduzido pela nova diretoria que decidiu não arredar o pé do terreno em quanto não for resolvido juridicamente a situação, a Posse aconteceu no pátio da Sede.

Felipe salienta a importância desta primeira atividade de gestão em luta pela Casa dos Estudantes Secundaristas do Paraná.


“Não iremos desistir, a mobilização está legal, estamos todos animados, diversos estudantes estão à 20 dias acampados aqui na sede, vamos ficar até quanto for necessário, queremos o que nosso por direito e não daremos à outros sem Luta” disse Barreto em seu discurso de Posse.
ESCOLA TERRITÓRIO DE LUTAS!
Lançada a marca desta nova gestão, ESCOLA Território de Lutas é o lema deste ano de 2012 em que muitos secundaristas em todo o estado irão se mobilizar em torno de suas demandas. Com muita animação e muitas afirmações plausíveis, depois de diversas falas das autoridades na cerimônia de Posse, Felipe Barreto, o novo presidente da UPES , falou ao ComunicaUPE, onde ressaltou a principal linha de condução desta nova gestão, com o foco no intenso acompanhamento e estruturação do movimento estudantil secundarista no Paraná, percebe-se o início de um novo ciclo na entidade.

Quem é Felipe Barreto?


Jovem 21 anos, Itaipuense, bicho do Paraná, encantado pela nossa juventude, a irreverencia faz parte de mim a rebeldia se faz presente mas sempre com responsabilidade, indignado com as injustiças e disposto a construir uma nova realidade para a juventude. PAZ e resistência.


Por que você decidiu entrar no movimento estudantil, e como você conheceu a UPES?


Bom, um fator que contribuiu muito na minha inserção no movimento secundarista, foi quando percebi a irreverência de uma galera em Foz do Iguaçu, que tentava reconstruir a UMEF, o movimento me atraiu e o Grêmio Estudantil Ulisses Guimaraes, foi minha primeira atividade dentro da rede, e confesso que nem imaginaria que poderia chegar até aqui. E a UPES foi consequência de tudo isso, uma trajetória de muita luta e conquistas.
Seus pais o apoiam?
No inicío confesso que a minha família não compreendeu muito bem qual era o objetivo de toda essa luta pela educação. Mas hoje o apoio dos meus pais é crucial para que possa desenvolver todas as minhas atividades.
Como você avalia a atuação as últimas gestões da UPES, e como você se sente sendo empossado neste momento?
Bom a UPES realmente é uma grande entidade no Brasil, representa hoje mais de 2 milhões de estudantes em todo o estado, infelizmente depois de um grande processo opressor às entidades dos movimentos sociais depois da Ditadura, a UPES ficou abalada, e somente em 200 inicia então uma grande fase de reconstrução. Analiso que a nossa entidade passou por diferentes processos nestes últimos ano. Já na gestão de 2007 á 2009 tivemos uma gestão bem institucional, onde conseguimos levantar o nome da entidade novamente no estado. A elevação da UPES em 2009 deu condições reais de voltarmos á LUTA com mais ênfase, foi quando em 2010 surgiu o Movimento Caça Fantasmas que junto a UPE mobilizou na época milhares de estudantes em todo estado na luta contra a corrupção, ano passo uma grande passeata da UPES e da UPE também tomou ás ruas de Curitiba pela Educação em mais um momento crítico do Município. Estou muito feliz e acredito que agora vamos enraizar a UPES nas diversas cidades do estado.
É UMA GESTAO QUE VAI SE FORTALECER SIMULTANEAMENTE Á TODO O MVIMENTO SOCIAL DO PARANÁ.


Como será o trabalho da UPES junto ás escolas estaduais e privadas em todo o estado nesta nova gestão?
O principal objetivo da nossa organização será atuar em todas as instituições de ensino buscando cada dia mais o fortalecimento da consciência política e a estruturação da rede do movimento estudantil (grêmios, e entidades municipais)
Qual sua expectativa para as questões que sempre mobilizaram os secundaristas no estado, como Passe Livre Estudantil, Direito à Meia Entrada, Vestibular, etc?
Nesta gestão iremos retomar o passe livre no Estado do Paraná, acreditamos que em muitas cidades como Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçú, Cascavel, São José dos Pinhais, Maringá entre outras o movimento estudantil secundarista, precisa se articular para pautar essa bandeira que tanto mobilizou e mobilizará neste próximo biênio. Para mim, isso é uma opinião geral do movimento estudantil no estado, tanto universitários quanto os secundaristas.
Existe uma pauta estadual já estabelecida, e como se dará a atuação da UPES nas pautas nacionais da UBES?


Bom, existem diversas pautas estaduais, a principal delas neste ano será o Passe Livre, no entanto vamos apoiar a UBES em todas as suas atividades, hoje somos o braço forte da UBES no Brasil vemos a imensa necessidade de lutar sim pelo Estatuto da juventude, o Plano Nacional de Educação (PNE), o que de fato já vimos neste ano que se passou a UBES e a UNE conquistou muito pela educação deste o aumento dos investimentos em educação passando de 4% á 8% do orçamento da União até a aprovação do Estatuto da Juventude no Senado no fim de 2011, acredito que mudaremos muito mais ainda!
Como os estudantes podem entrar em contato com a UPES?
Todos os estudantes secundaristas de ensino fundamental, médio, cursos pré vestibular e ensino tecnico podem buscar se organizar em sua escola, a UPES conta hoje com um Coletivo Estadual de Comunicação que possui site, e telefone para contato basta se organizar
Acesse: www.upespr.com.br
Ou fale com a Assessoria de Imprensa: 41 9666-5352 com Higor Juan









# Redes Sociais