9 de outubro de 2011

UPE E DCE DA UTFPR CONSEGUEM MODIFICAR ELEIÇÕES PARA REITOR ANO QUE VEM

Em 102 anos de Universidade Tecnológica Federal do Paraná, estudantes e servidores realizaram o primeiro ato por mais democracia na instituição.


Movidos pela indignação por mais participação, o Diretório Central dos Estudantes da UTFPR e a União Paranaense dos Estudantes (UPE), realizaram nesta última sexta feira (07) um grande ato com cerca de 200 pessoas pedindo a aprovação da paridade nas eleições para reitor o ano que vem.

Os estudantes começaram a se concentrar no pátio central da universidade por volta 12h30 e depois de várias falas de representantes do DCE, da UPE, e do Sindicato dos Servidores da UTFPR caminharam pelas ruas de Curitiba até a Reitoria da Universidade, onde acontecia uma reunião do COUNI (Conselho Universitário) que deliberou sobre a questão da paridade.

Vieram cerca 3 onibus de vários campus da universidade no Estado, com servidores e estudantes, sendo: Pato Branco, Cornélio Procópio, Apucanara, Francisco Beltrão, Toledo e Medianeira. O DCE e a UPE reivindicaram que cada categoria tivesse 1/3 dos votos entre servidores, professores e estudantes, que equivale à 33,3 % de votos para cada.

A UPE teve uma participação expressiva em todo processo de organização e mobilização dos estudantes das universidades tecnológicas federais do estado. O diretor da UPE e integrante do DCE da UTFPR de Pato Branco PR, Raffael Cantu, trouxe diversos estudantes da sua universidade para protestar pela paridade e acredita que é uma causa que mobilizou e mobilizará muita gente.

"Viemos de Pato Branco, para expressar essa indignação na questão da paridade na universidade, não adianta falarmos em mudanças sem que haja mobilização, o sudoeste do paraná de fato pautará todas as reivindicações estudantis do estado, queremos mais democracia, queremos uma universidade mais justa!" exclamou Rafael.

Durante o ato representantes do DCE e da UPE conseguiram pela pressão, ter um acesso á reunião do COUNI, e com apenas três minutos de fala aos Conselheiros os estudantes alcançarão o aumento de 100% na sua porcentagem de participação nas eleições, e de certa forma diminuir a possibilidade de que a decisão continuasse nas mãos dos professores, aumentando para 20% a participação estudantil e 80% de participação dos servidores e professores simultaneamente.

Para Rafael Bogoni, presidente da UPE o aumento na capacidade de participação foi um grande avanço para a entidade e para os estudantes da instituição.

"Esse ato foi muito importante para os estudantes da UTFPR , a mobilização foi bonita e tenho certeza que não iremos parar de exigir a democracia na instição, para nós independemente do aumento, acreditamos que foi pouco, mas logo poderemos debater e levar essa discussão mais adentro da instuição" disse Rafael

DEMOCRACIA DE VERDADE, É PARIDADE NA UNIVERSIDADE

Na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, antes da manifestação, as eleições para reitor aconteciam sem que os servidores e os estudantes (a grande maioria) tivessem uma participação qualitativa. Os professores detinham cerca de 70% dos votos válidos, os servidores 20% e os estudantes apenas 10%.

Segundo o representante do DCE Rafael Ganzer em nenhum momento da história da universidade os estudantes  se mobilizaram como agora, e isso foi uma conquista para o DCE, mas as discussões sobre a paridade não irão parar.

"Durante todos esses anos ficamos calados e os estudantes  não estavam em pauta dentro da universidade, desde asssistência estudantil, questões crucias como investimentos em pesquisa e extensão, qualidade da formação e principalmente a questão da paridade. Agora conseguimos mostrar nossa força, não estamos totalmente satisfeitos, mas não iremos parar de se organizar até que fato exista democracia na UTFPR" disse Ganzer

1o Encontro de Estudantes das UTF`s do Estado do Paraná

A União Paranaense dos Estudantes lançou também, para o fim do mês de Outubro, o 1o Encontro de Estudantes de Ensino Tecnológico do Paraná, o evento acontecerá em Curitiba e contará com debates e discuções sobre a questão da paridade, na pauta do evento também terá vários grupos sobre Movimento Estudantil, Cultura, Tecnologia, Pesquisa e Extensão e promete mobilizar estudantes de  todos os 13 Campus da UTFPR.

Para Cristian Mencher Diretor de Cultura da UPE e Coordenador Geral do Encontro, o evento será mais um momento de grande importância na construção do movimento estudantil na UTFPR

"Queremos fomentar através do Encontro o debate e intensificar as lutas estudantis nessa área, uma frente que precisamos nos articular com mais ênfase pois existem muitas dificuldades nas nossas universidades tecnológicas espalhadas pelo estado. Será um evento que trará delegados de várias regiões do Paraná e com certeza melhorará as condições da nossa organização dentro dessas instituições" explica Cristian.


Veja algumas fotos do ATO!



















Por ComunicaUPE

# Redes Sociais