20 de setembro de 2011

Chapa UEL DE CARA NOVA vence as eleições do Diretório Central de Estudantes

Com 55,09% dos votos os estudantes da UEL, foram as urnas nos dias 14 e 15 de setembro e legitimaram mais uma eleição do DCE.



Por Ronie Lobato
Diretor de Comunicação da UPE (União Paranaense dos Estudantes)

A Universidade Estadual de Londrina, passou esse fim de semana por momentos importantes para o movimento estudantil no Paraná, com uma campanha eleitoral muito grande, cerca de 2.692  estudantes de diversos cursos foram as urnas e escolherão a Chapa 1 “Uel  de Cara Nova!” para a próxima gestão do Diretório Central de Estudantes (2011-2012)

Duas chapas se inscreveram no início da campanha, “A Uel de Cara Nova!” e “A Uel que queremos” e movimentaram o debate e a discussão das reais condições da universidade em diversos temas como: Financiamento da Educação Superior, Assistência Estudantil, Empresas Júnior, Atléticas, Movimento Estudantil, etc

Com 55% dos votos válidos Arthur Montagnini, estudante de Artes Visuais desde 2009, foi eleito o mais novo presidente do DCE.

O resultado final da eleição foi de: 2.692 votos no total.
Chapa 1 - A UEL de Cara Nova: 1.450 votos - 55,09%
Chapa 2 - A UEL que queremos: 1.182 votos - 44,91%
Brancos e Nulos: 60 votos

A gestão do DCE “A UEL de Cara Nova” assumiu em Abril de 2010. E em uma polícia de inserção do estudante ao DCE realizou atividades expressivas que mobilizaram a maioria dos votos nesta eleição.

“Acreditamos que, com os espaços organizados, poderemos avançar cada vez mais. Dentre várias lutas estudantis, temos que continuar abrindo espaços culturais, como exposições de arte, apresentações de teatro, de músicas. Buscar uma Universidade mais participativa, para que de fato, as lutas tenham efeito, e não fiquem apenas no discurso” ressalta o presidente da nova gestão do DCE.

As eleições do DCE acontecerão nos dias 14 e 15 de setembro de 2011 e mobilizaram os representantes da União Nacional dos Estudantes, Camilo Vanni e os diretores da União Paranaense dos Estudantes, Ronie Lobato, Tainá Reis e Douglas que vieram acompanhar e contribuir para o bom andamento do processo, mostrando o comprometimento das entidades de âmbito nacional e estadual, na participação do processo político na Universidade.

Essa gestão tem o compromisso de honrar a luta do estudante, defendendo as principais pautas colocadas  pelo corpo estudantil como: a luta por cotas na universidade, passe livre estudantil, e as diversas bandeiras do movimento estudantil nacional e estadual.

“ Tudo está interligado, não tem como falar em ampliação do RU, se há corte de verbas do governo estadual. Não tem como falar de corte de verbas do governo estadual, se não puxarmos e discutirmos a campanha pelos 10% do PIB para a educação. Uma ação elenca a outra, por isso a necessidade de se organizar tanto dentro da Universidade, quanto fora dela. Reconhecer o trabalho das entidades nacionais como a UPE e a UNE é o primeiro passo, e ter as atividades destas entidades participando do dia-dia acadêmico, buscando ao máximo, a realização eventos que possam trazer o debate destas entidades para a Universidade Estadual de Londrina, para que os estudantes não sintam que estas atividades nacionais estão longe de nossa realidade, mas que tenham a consciência de que estas atividades estão mais próximo deles, do que eles imaginam” concluiu o presidente.

# Redes Sociais