28 de outubro de 2010

Estudantes de Jornalismo da Universidade Positivo fazem protesto por melhorias no curso



Um movimento que nasceu há 3 anos ainda tinha vestígio dos seus suspiros há 3 semanas. E os que suspiravam ofegantes resolveram inspirar um novo gás e reerguer o que estava largado em um canto: indignações quanto à coordenação do curso de jornalismo da Universidade Positivo. Significantes indignações.

Em 2008, praticamente o mesmo grupo que se articulou ontem (27), fez uma carta de reivindicação. Aliás, várias cartas. Manifestos foram vários desde 2008. E nada mudou. Absolutamente nada. Com isso e com um novo ar, o movimento voltou. E agora com a intenção de permanecer. Todos agiram pacificamente, mas com visibilidade. O que nunca aconteceu antes na história da universidade.

O coordenador do curso, Alexandre Castro, tentou calar os alunos por meio de um diálogo tranqüilo e, aparentemente, com resoluções práticas para todos os nossos problemas. Mas os alunos não querem mais diálogo. “Isso eu posso resolver neste segundo”, disse referindo-se aos três dos nossos quatro pontos reivindicatórios.

“Se poderia resolver naquele segundo, por que não resolveu nos últimos 3 anos? 3 ANOS!!!”, minha indignação e motivo por não acreditar nas palavras dele.

Sendo assim, ao final da reunião não marcada, mas estrategicamente pensada pelo coordenador, os estudantes pediram para que ele e os professores presentes se retirassem do laboratório Lona para realizar uma assembleia onde decidiriam qual atitude tomar.

A maioria concordou que o protesto deveria continuar. Que uma conversa inédita com teor amigável não poderia nos calar. Que deveríamos erguer nossa voz da mesma maneira combinada anteriormente. Como dizia um dos nossos gritos “Chega de conversa, eu quero é ação”.

O protesto aconteceu com aproximadamente 35 estudantes. Apitos, cornetas, panelas e a voz ecoaram em todos os cantos da instituição. Duas faixas - “Jornalismo exige coordenação atuante” e “Fora coordenação omissa”, foram nossos escudos.

O barulho feito, a carta protocolada e a primeira etapa alcançada: reunião com o pró-reitor Renato Casagrande.

Texto de Suelen Lorianny, estudante do 4º período do curso de Jornalisno da Universidade Positivo.

# Redes Sociais