13 de agosto de 2010

Estudantes da PUC-PR tentam criar um novo processo eleitoral

A União Paranaense dos Estudantes junto com o Movimento Até Quando da Puc-PR, convocaram ontem uma reunião com os centros acadêmicos da universidade católica. O encontro teve como objetivo discutir o novo processo eleitoral do DCE da instiruição, que foi considerado ilegal pela justiça. Os estudantes pretendem organizar um Conselho de Entidades de Base (CEB), ou uma Assembléia Geral, para refutar a opinião centralizada e antidemocrática do DCE.

Segundo Nicoly Kulcheski, do Movimento Até Quando, a convocação foi feita a partir da falta de diálogo dos estudantes com a atual gestão do DCE, “convocamos os Centros Acadêmicos, para que juntos possamos achar uma solução para as tantas irregularidades que vem ocorrendo desde o início do processo eleitoral” comenta Nicoly. Rafael Soares, presidente do DCE, disse que as novas eleições serão realizadas a partir do dia 16 agosto, seguindo as normas do Estatuto. Além disso, neste dia, as urnas serão abertas no mesmo horário em que foram canceladas as eleições no dia 17 de junho as 18hr31. “Eu e o advogado do DCE que decidimos recomeçar as eleições a partir deste horário” afirma Soares que não compareceu a reunião.

O procedimento possui algumas contradições, pois o juiz ordenou um novo processo eleitoral, sendo assim teriam que haver novas inscrições de chapas, e as urnas teriam que ser abertas no horário normal de aula, nos períodos da manhã e da tarde, e não somente a noite como determinaram. O presidente do DCE afirmou que haverá novas urnas, deixando assim que apenas os alunos que estudam no período noturno tenham direito ao voto.

Haverá uma nova reunião na sexta feira dia 13 de agosto no CA de Serviço Social, para chegarem em um acordo definitivo.

Entenda melhor o que aconteceu através do site: http://atequandopucpr.wordpress.com/


Rede de Comunicadores Viva Voz

# Redes Sociais