15 de abril de 2010

Nota Oficial em resposta ao Presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Paraná

É com muita tristeza que vimos a público mais uma vez para desmentir uma fala do senhor Nelson Justus (DEM), presidente da Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP). Esse senhor disse na tarde de hoje que os estudantes teriam agredido funcionários durante a ocupação pacífica daquela Casa. Isso é uma imensa mentira.
Afirmamos que, para o bem da verdade, um dos seguranças (de uma empresa terceirizada contratada especialmente para trabalhar no dia de hoje) foi quem agrediu os estudantes, o que gerou a revolta e que culminou com a queda do portão do prédio. Aliás, para que grades? O que temem os senhores deputados? O povo?
Afirmamos categoricamente que não agredimos ninguém. Muito o contrario. Somos agredidos diariamente pelas mentiras, pelos roubos, pela corrupção. Nós, estudantes, é quem fomos agredidos. Temos como princípio o respeito aos trabalhadores que atuam naquela Casa.
Lembramos ainda que a nossa luta não é contra eles, mas contra os deputados envolvidos até a medula nos tais escândalos que envergonham a população paranaense.
E deixamos o seguinte recado para o senhor Nelson Justus: pare de tratar a ALEP como uma propriedade particular se achando no direito de mandar trancar os portões ao colocar leões de chácaras. A Assembleia não pode transformar-se em prostíbulo. Até onde nos consta a ALEP continua sendo a Casa do Povo, que dever ter o direito ao acesso sem restrição alguma.
Não aceitamos que esse Senhor tente desmoralizar o nosso movimento, mas concordamos em uma coisa com ele: que o povo fará o julgamento daqui alguns meses.
Ressaltamos ainda que o nosso movimento não tem nenhuma finalidade eleitoral. Só exigimos transparência e respeito com o dinheiro Público, que poderia ser revertido em Educação, Saúde, Moradia e a tantas outras necessidades que nosso Estado precisa.
Infelizmente temos na ALEP alguns Senhores, como Nelson Justus, que está envolvido até o pescoço nos escândalos e ainda tem a coragem de vir a público falar contra um gesto cívico. Além disso, uma manifestação pacifica dos estudantes paranaenses.
Por fim, reafirmamos que o nosso movimento não para por aqui. Advertimos que é melhor o Senhor renunciar à presidência desta Casa antes que o povo o faça. Ou o senhor Nelson Justus saí daí ou lhe arrancaremos de lá!

Fora, Nelson Justus, da presidência da Assembléia Legislativa do Paraná.

Fora, mesa diretora .

Por transparência e respeito ao dinheiro público.

Paulo Moreira – Presidente da UPE
Mario de Andrade- Presidente da UPES

# Redes Sociais