15 de abril de 2010

“Caça-Fantasmas” ocupam Assembléia Lesgislativa do Paraná


Na manhã de ontem os Caça-Fantasmas realizaram o seu terceiro e maior ato contra a corrupção na ALEP. A passeata que tinha em torno de 800 pessoas, além das entidades do movimento social já presentes nos atos anteriores, contou com o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra). Durante o ato uma média de 300 pessoas entre estudantes (a maioria), e alguns sindicalistas ocuparam o prédio.
O ato teve início na Praça Santos Andradre, ás 9 horas e seguiu até a assembléia legislativa, passando pelo Tribunal de Contas e pelo Ministério Público, com o objetivo de protocolar o pedido de retirada do Presidente da Assembléia, Nelson Justus e da Mesa Diretora. Ao chegar na Casa de Leis, como esperado, os manifestantes foram recebidos com os portões trancados, porém este foi derrubado pelos estudantes, que ocuparam a casa do povo, com a palavra de ordem "a assembléia é nossa!". Além do portão, nada foi quebrado, e não ouve qualquer tipo de confronto ou violência por parte dos estudantes. Após ocupar as galerias da assembléia, os manifestantes solicitaram o encontro de uma comissão com Justus, que não recebeu os estudantes. Após cantar o hino nacional, os estudantes se dirigiram a parte externa, onde aguardavam os outros manifestantes. O ato foi encerrado em poucos minutos.
Paulo Moreira, presidente da UPE, afirma que "caso as exigências não sejam atendidas, os caça-fantasmas voltarão à assembléia."


# Redes Sociais