5 de março de 2010

Prefeito é cassado em Sarandi na última terça-feira


O pequeno município de Sarandi, iniciou o mês de março com bastante movimentação. Isto porquê a população unia-se contra Milton Martini, prefeito do municipio, devido ao mau uso do dinheiro público. Martini foi cassado na madrugada de terça-feira, em uma sessão na câmara dos vereadores, que durou mais de 20h, a mesma qual, a população tumultuava a câmara no dia anterior para retirar uma senha para estar entre os 80 assistintes da sessão.
A mobilização e interesse da população sarandiense foi um ponto forte para interromper as atividades do prefeito corrupto, e a UPE assim como diversas outras entidades, esteve presente! 
Gabriel Mendoza, diretor de públicas da UPE acompanhou todo o processo:
UPE: Qual foi a participação dos estudantes durante a mobilização?
Gabriel: Os estudantes de Sarandi jogaram um papel decisivo com duas mobilizações em um só dia, reunindo cerca de 300 estudantes em cada uma. Entoando palavras de ordem, fez a cidade toda parar e colocar pra fora o prefeito corrupto, Milton Martini.
No entanto a cassação de Martini só deixa claro o problema que está por trás de toda a instituição burguesa, como dizia a juventude de Sarandi. A crise que começa no Senado, passa por Brasília e chega à Sarandi, só demonstra o quão necessário é mudar a ótica dos governos, a crise é de todas as instituições, por isso é preciso realizar uma ampla reforma a partir de toda a população e os movimentos sociais, para que haja de fato o atendimento das reivindicações, talvez com uma Constituinte.
UPE: Na sua opinião, qual a importância que esta participação teve na cassação de Martini?

Gabriel: A mobilização foi necessária para realizar a pressão que os vereadores tanto precisavam para por pra fora o Martini. O resultado só foi tão positivo, porque a população não desertou, pelo contrário, puxado pelos estudantes se dirigiram aos vereadores e chamaram à responsabilidade de cada um.
Por outro lado o convencimento que os estudantes deram à população foi muito grande. Não bastava dizer, naquele momento, que o Martini era corrupto. O importante foi o paralelo traçado com as reivindicações da cidade (que são muitas) que fez como que todos entendessem que não havia mais saída para o atendimento das reivindicações senão entoando: Fora Martini!

# Redes Sociais