30 de agosto de 2009

A Universidade só para os paranaenses

Hoje tramita na Assembléia Legislativa do Estado do Paraná, um projeto de autoria do deputado Antonio Anibelli, quer "garantir" que os vestibulandos residam no mínimo há um ano no Estado. No primeiro momento alguns podem até pensar que isso é legal ou que isso vai ajudar a ter mais paranaense ingressando na universidade!

Se pararmos para pensar mais calmamente vamos então chegar a uma rápida conclusão, que o pacto federativo (que defini o Brasil sendo um país composto por 26 estados e um distrito federal) não tem importância nenhuma e que cada estado pode se tornar um país independente não precisando de mais nada de outros estados.

Podemos sim ter mais estudantes parananses na Universidade, desde que nós façamos um debate sobre a essência .

Não podemos nos deixar levar por uma idéia que chega ao extremo de barrar o ingresso de um estudante ao ensino superior público mesmo ele sendo do Piauí, Roraima e até de outro país.

Se houve a inscrição, foi aprovado, cumpriu todos os requisitos não há motivação para impedi-lo, até mesmo porque se isso virar moda, nenhum estudante paranaense poderá estudar na USP, por exemplo ou em qualquer outra Universidade conceituada fora do Paraná.

Nosso debate estadual tem que ser sobre a melhoria na qualidade da Educação Básica, ampliação do acesso a universidade, fazer com que a nossa universidade esteja mais próxima do estudante, não proibindo o ingresso de pessoas que não são paranaenses, mas sim melhorando toda a rede de ensino no nosso Estado.

Gostaríamos de ver uma discussão nessa tão respeitada casa, sobre qual é a função da Universidade no Paraná, respeitando a autonomia universitária e que as mudanças que ocorram nos vestibulares sejam debatidas nos colegiados superiores das universidades em conjunto com a comunidade acadêmica.


Saudações Estudantis!



*Deixe seu comentário para que possamos iniciar esse debate tão importante, e tomarmos medidas cabíveis para contestar esse projeto.

# Redes Sociais